SIGA O JUSCELINO NAS REDES  
  
  
  
  
Home > Comida > Alvarinho e queijos, várias possibilidades para ótimas harmonizações

Alvarinho e queijos, várias possibilidades para ótimas harmonizações

Quem mexeu no meu vinho?

Casta típica do norte de Portugal e Espanha é uma grande amiga de queijos de massa mole

Sim, pode ser um Vinho Verde, talvez a apelação mais conhecida a usar a casta, pois, com sua usual refrescância, ele vai contrapor lindamente os tons mais salgados de alguns dos queijos, especialmente os frescos e de massa mole ou semimole (um provolone mais salgadinho, por exemplo).

No entanto, um Alvarinho de estirpe, seja ele da região do Minho ou não, com sua excelente acidez, seu frescor arrebatador, sua leveza, seus aromas ligeiramente puxados para os cítricos, pode combinar com uma vasta gama de queijos, desde os já citados (que podem ir de Cottage até Brie), mas ainda abarcar alguns com um pouco mais de intensidade de aromática ou de sabor, como um Reblochon ou Taleggio, por exemplo.

Aliás, para esses estilos de queijos moles com cascas lavadas, de sabores bastante pungentes, uma ótima alternativa seriam os Alvarinhos (ou Albariños) espanhóis, que congregam, além de um frescor proeminente, uma intensidade de sabores importante. E mesmo aqueles estilos com leves toques oxidativos certamente farão grandes pares com queijos como Chevrotin ou Époisses, por exemplo.

Quinta de Covela, Minho, Portugal (Winebrands).

Branco elaborado exclusivamente a partir de Alvarinho, sem passagem por madeira. De boa tipicidade, mostras notas florais, de ervas frescas e de frutos secos envolvendo toda sua fruta branca e de caroço. Austero e gastronômico na boca, chama atenção pela acidez vibrante e pela textura firme e cremosa. Tem final persistente, com toques salinos e cítricos. Está muito bom agora, mas tem tudo para ficar ainda melhor no decorrer dos próximos 10 anos. Álcool 12,5%.

Por Revista Adega

Você pode gostar também de
Faça o vinho tinto virar geleia para acompanhar boa seleção de queijos ou café da manhã
Queijos e vinhos: um guia rápido para não errar na hora de escolher

Deixe o seu comentário